Shopping Park Europeu: inciada nova obra de reforma

Iniciada a Fase 3 da reforma do Shopping Park Europeu

Iniciaram as atividades da obra de reforma do Shopping Park Europeu, em Blumenau/SC.

Nesta etapa da reforma serão preenchidos 3 vazios no piso supeiror do shopping.

O obra visa atender a necessidade dos lojistas e garantir maior conforto e comodidade para os clientes do shopping.

O fechamento dos vãos será feito com estrutura metálica e a obra contempla ainda a adequação em uma das escadas de emergência.

A W3F Engenharia realiza o Gerenciamento e Fiscalização da obra de reforma do Shopping Park Europeu.

Reforma sem sustos

Imagine que, por qualquer motivo, você precise fazer uma viagem de carro para uma cidade que não conhece, distante mais de 2.000km de onde mora e que para realizar esta viagem você tem duas alternativas.

Na primeira delas você simplesmente entra no carro e inicia sua jornada. Mesmo sabendo onde quer chegar, ficará exposto a diversas situações indesejadas como, adotar o caminho mais longo, com mais pedágios ou mais buracos na estrada, não encontrar hospedagem para pernoite quando necessário e precisar desviar do caminho para descansar, sofrer alguma pane no veículo, faltar dinheiro para pedágio, alimentação, hospedagem ou outra necessidade que venha surgir. Em resumo, será uma aventura, pois estará jogando basicamente com a sorte apesar de ser uma atividade simples, apenas uma viagem de carro.

Na segunda alternativa você planeja sua viagem, identifica os melhores caminhos (menos pedágio, estrada melhor conservada, menor percurso), planeja os trechos e identifica os locais de parada e pernoite, faz uma revisão básica no veículo, saca algum dinheiro para imprevistos, se organiza e aí sim inicia sua viagem.

Se lhe pedisse para escolher qual alternativa adotaria, me parece evidente que a segunda seria a escolha mais óbvia e de fato é. Mas então porque quando se trata de uma reforma existe uma tendência tão forte em se escolher a primeira alternativa? Apenas troque a viagem pela reforma, e a cidade por uma foto de revista ou coisa do tipo.

Quer evitar surpresas, gastos imprevistos e desnecessários e garantir que vai obter o resultado desejado? Planeje sua reforma.

Defina um objetivo e um valor para o orçamento. Sim, estipule um orçamento para que a solução a ser adotada para atender seu objetivo seja feita com base neste parâmetro. Imaginar que não definir um orçamento e “ir cuidando” dos gastos vai garantir um menor custo total é um erro fatal porque irá escolher entre o caro e o caríssimo, quando comparado com as possibilidades adequadas a sua necessidade, se claramente definida antecipadamente e orientadas por um profissional habilitado.

Elabore um projeto detalhado que atenda seu objetivo, sendo ele uma alteração estética ou funcional o importante é definir de maneira clara e o mais detalhada possível qual seu objetivo com a reforma.

Defina as etapas, o prazo e o momento adequado para reforma. Reforma de telhado e fachada devem evitar períodos de maior incidência de chuvas, por exemplo. Os horários permitidos para reforma, descarga de material e forma de retirada de entulho, podem impactar significativamente no prazo e custo de uma obra em um condomínio.

Não se esqueça da reserva financeira, afinal, imprevistos acontecem. Em se tratando de reforma, não são raros alguns imprevistos previsíveis, isto porque é esperado encontrar algum fator adicional principalmente em construções mais antigas como tubulações de chumbo, fios revestidos de pano e paredes autoportantes, o que aumentam as chances de durante a reforma apresentarem alguma necessidade de reparo ou ajuste do projeto. A maneira eficiente de reduzir significativamente o impacto negativo destes riscos é com uma vistoria técnica preliminar para identificar estes potenciais antes da reforma e uma pequena reserva financeira para custear essa eventual necessidade.

Com a reforma bem planejada e os cuidados acima, pode seguir sua viagem sem sustos. Aproveite bem o passeio e curta sua casa nova!

Artigo publicado na coluna do Notícias Vale do Itajaí: leia aqui